Sábado, 06 de Março de 2021 20:22
(37) 98812-8974
Saúde Araxá

Covid-19: variante britânica já circula em Araxá/MG, diz estudo

Pesquisa da UFMG indica a presença em Minas, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Mato Grosso, Sergipe, Bahia e Espírito Santo

23/02/2021 20h10
Por: Cidade Notícia Fonte: R7
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma pesquisa da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), em parceria com UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), publicada no fim da tarde desta terça-feira (23), indica que a variante britânica 

Levantamento do Ministério da Saúde, divulgado mais cedo, apontava a presença da variante conhecida como B.1.1.7 em quatro Estados, sendo São Paulo, Bahia, Goiás e Rio de Janeiro.

Renan Pedra de Souza, professor e pesquisador da UFMG, explica que os dados ainda não são suficientes para saber se a variante está circulando entre a população de alguns Estados, como em Minas Gerais. Uma segunda fase da pesquisa vai esclarecer a dúvida até o início do próximo mês.

A lista do estudo não indica o Estado de Goiás, como o levantamento do Ministério da Saúde, mas traz também Minas Gerais, Espírito Santo, Sergipe e Bahia. Veja a lista de cidades com a variante detectada:
       
    1. Belo Horizonte (MG)
    2. Betim (MG)
    3. Araxá (MG)
    4. Barbacena (MG)
    5. Rio de Janeiro (RJ)
    6. Campos dos Goytacazes (RJ)
    7. Curitiba (PR)
    8. Cuiabá (MT)
    9. Primavera do Leste(MT)
    10. Aracaju (SE)
    11. São Paulo (SP)
    12. Americana (SP)
    13. Santos (SP)
    14. Valinhos (SP)
    15. São Sebastião do Passe (BA)
    16. Barra do São Francisco (ES)

Coleta de dados

Os resultados foram concluídos com base em 25 amostras de exames da covid-19 realizados pela rede de laboratórios Hermes Pardini, nas cidades citadas.

Souza, que também é professor de genética do ICB (Instituto de Ciências Biológicas) da UFMG, explica que a B.1.1.7 tem maior potencial de transmissão, o que pode provocar um aumento de contaminações e, assim, internações. No entanto, a variante não é mais letal.

— Admitindo isto, o cidadão comum tem que evitar a transmissão do vírus e reforçar o distanciamento social.

A reportagem procurou o Ministério da Saúde e a Secretaria de Saúde de Minas Gerais para comentar os dados, mas ainda não teve retorno.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias