Sexta, 25 de Setembro de 2020 18:59
(37) 98812-8974
Brasil MS

Primas de 2 e 3 anos morrem após pedalinho virar em represa de MS

As crianças faziam o passeio com o pai de uma delas quando ocorreu acidente.

14/09/2020 13h56
Por: Cidade Notícia Fonte: TV Caçula
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 Duas meninas de 2 e 3 anos, Maria Luiza e Antonella, respectivamente e primas, morreram neste domingo (13) depois de se afogarem em uma represa na cidade, localizada na fazenda Utu Guaçu, próximo à Inocência (MS).

O pai de uma das meninas, que é enfermeiro, prestou os primeiros socorros.

De acordo com informações, o acidente aconteceu na represa da fazenda Utu Guaçu, no município de Três Lagoas (MS), porém próxima à cidade de Iocência (MS), quando Antonella de 3 anos e Maria Luísa de 2 anos estavam em um pedalinho fazendo um passeio, com os pais. O pedalinho virou e todos caíram na água. As duas foram resgatadas e levadas para a margem do lago, onde o pai de uma delas prestou os primeiros socorros.

As crianças foram levadas para o Hospital Municipal de Inocência, mas chegaram sem vida a unidade de saúde. Os corpos das meninas serão levados para o interior paulista onde moravam com os pais para o sepultamento.

ENTERRO MARIA LUIZA

Filha do enfermeiro Anderson Vilela e da jovem Milena Brito, pequena Maria Luiza Brito Vilela de dois anos e meio, foi sepultada às 7 horas ( horário de Mato Grosso do Sul), no Cemitério São Sebastião em Andradina (SP).

A família não realizou o velório da garotinha, e a breve despedida aconteceu na Capela localizada no interior do cemitério.

SOBRE O ACIDENTE

A garotinha Maria Luiza morreu neste domingo (13), quando estava num pedalinho em uma propriedade rural na cidade de Inocência (MS), onde mora a avó da criança. A menina estava com o pai, o tio e uma priminha de três anos e meio, identificada como Antonella que também faleceu. Eles passeavam em um lago da fazenda quando o pedalinho afundou.

O pai e o tio de Maria Luiza tentaram salvar as crianças, porém sem êxito. Não há informações sobre o enterro de Antonella.

Nas redes sociais, o pai de uma das meninas, em modo público e emocionado, falou sobre o fato.

"...Tá muito difícil. Eu só estou fazendo esse vídeo aqui, rapidão, e vou postar aqui no meu status e no face. A gente tá aqui na cidade de Inocência e, infelizmente, aconteceu essa tragédia com a minha filha. E a gente está sem chão, difícil demais, difícil demais. Então assim, a gente está aguardando aguardando a funerária vir buscar o corpo. A gente está recebendo total apoio aqui da fazenda, gerente, administrador, a minha mãe. O pessoal tá aqui, os amigos. A gente tá esperando chegar...nem sei o que falar. Mas, eu creio que, até de noite, a gente já está chegando com o corpo e tudo mais. Só peço a vocês, reza por nós, ora por nós, porque tá doendo demais. É uma dor que eu não desejo...meu Deus do céu, gente, que dor. Minha maior preciosidade...."

Os afogamentos foram registros na delegacia de Polícia Civil de Inocência como morte a esclarecer.

O portal Cidade Notícia manifesta os mais profundos sentimentos aos pais, familiares e amigos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias