Sexta, 25 de Setembro de 2020 20:24
(37) 98812-8974
Minas Gerais Campos Altos

Fornecimento de energia é interrompido em Campos Altos após ocorrência de queimada

No primeiro semestre de 2020, a Cemig registrou 63 ocorrências no sistema elétrico de Minas Gerais que prejudicaram o fornecimento de energia para mais de nove mil clientes da companhia.

11/09/2020 23h53 Atualizada há 2 semanas
Por: Cidade Notícia
Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Uma nova ocorrência registrada na tarde desta sexta-feira (11) na linha de distribuição que atende o município de Campos Altos, no Alto Paranaíba, interrompeu o fornecimento de energia para a cidade. As equipes da Cemig estão atuando  desde o início da ocorrência em duas frentes. Uma está  transferindo o abastecimento  para outras fontes. A outra atua na substituição de um poste e cruzetas danificadas pelo fogo para corrigir o defeito, que está localizado em local íngreme e de difícil acesso, a cerca de 15 km de Campos Altos, próximo à BR-262.  

Paralelamente a essas ações, a Cemig está providenciando fontes alternativas para suprir os serviços essenciais, como hospitais e abastecimento de água. Um gerador de energia está a caminho de Campos Altos e deve estar disponível no início da noite de hoje.

Esta foi a terceira interrupção provocada pelas queimadas na região nos últimos dias. A mesma linha que abastece Campos Altos teve duas torres queimadas na manhã de domingo, 6 de setembro, e recuperadas no mesmo dia à tarde. Na segunda-feira, 7 de setembro, as queimadas provocaram a interrupção de energia para os municípios de Campos Altos, Pratinha e Santa Rosa da Serra.

Queimadas no ano

A Cemig registrou, somente no primeiro semestre de 2020, 63 ocorrências no sistema elétrico de Minas Gerais que prejudicaram o fornecimento de energia para mais de nove mil clientes da companhia.  Mas os dados aumentaram ainda mais no mês de julho, quando a companhia registrou mais 30 interrupções (totalizando 93 desde o início do ano) e as unidades consumidoras impactadas aumentam cerca de 377%, totalizando 43 mil nos sete primeiros meses de  2020 – sendo 34 mil clientes prejudicados apenas em julho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias