Quinta, 24 de Setembro de 2020 12:48
(37) 98812-8974
Brasil Santarém/PA

Menino morre após levar choque de celular que estava carregando

O garoto mexia no aparelho enquanto ele estava carregando.

24/08/2020 20h47
Por: Cidade Notícia Fonte: Agência Brasil
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um menino de 11 anos morreu após receber uma descarga elétrica enquanto usava um celular. O garoto mexia no aparelho enquanto ele estava carregando. O caso ocorreu em Santarém, região Oeste do Pará, na tarde desse domingo (23). Matheus Macedo Campos chegou a ser socorrido pelo Samu e foi levado ao Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo. Ele não resistiu e morreu ao sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Matheus estava em casa, por volta das 14h, brincando com o celular junto a outros quatro primos. “Eles estavam brincando com os celulares. Foi tudo muito rápido. Deu um curto-circuito, acho que estavam usando um benjamim (adaptador) para carregar os aparelhos na mesma tomada, mas foi só ele que recebeu a descarga”, explicou a avó da criança, Maria Raimunda Campos Brito.

Santarém contabilizou 12 horas de chuva e, na madrugada, muitos raios. Edimara Caroline Rodrigues, prima de Matheus, contou que ele estava brincando com os primos na varanda. O garoto estava deitado no chão, em cima de uma toalha no momento em que recebeu a descarga elétrica.

O Samu foi rapidamente acionado pela família, e os parentes do menino o levaram de carro para um hospital. No caminho, eles encontraram com a ambulância e colocaram o garoto no veículo. Ele já havia sofrido uma parada cardiorrespiratória. Na ambulância, recebeu manobras de reanimação e o coração voltou a bater. Quando chegou ao hospital, ele teve mais uma parada e, mesmo com sucessivas tentativas, acabou morrendo.

Cuidados

Segundo a engenheira elétrica Marylene Roma, professora do Instituto Federal de Brasília, o risco de usar o celular ligado à tomada aumenta quando a instalação elétrica da casa está deteriorada. “Usar uma extensão, em que a gente coloca quatro, cinco equipamentos, é muito perigoso, pois sobrecarrega a tomada. Às vezes, colocamos até dez vezes mais carga que o suportado por uma tomada”, disse.

“O equipamento que a criança estava usando, nesse caso, era um celular, mas ela podia estar com um videogame e ter acontecido a mesma coisa”, acrescenta Marylene. A professora recomenda que a instalação elétrica da casa seja revisada regularmente por um profissional especializado. “Não se deve atender o celular [ligado] na tomada, nem puxar o cabo do aparelho enquanto carrega ou usar baterias e carregadores que não sejam originais”, destaca Marylene.

A professora também orienta carregar a bateria de celulares longe de locais inflamáveis e evitar ligar aparelhos nas tomadas do banheiro enquanto o chuveiro estiver ligado, pois a umidade aumenta os riscos de acidente. “A recomendação é colocar em lugares que, se acontecerem curto-circuito e incêndio, não prolifere fogo pela casa inteira. Colocar longe de cadeiras, mesas, camas – o que a gente faz regularmente. Mas é melhor colocar no chão e bem longe de um local inflamável”, completa.

Socorro

Se mesmo após tomar todos os cuidados necessários uma pessoa levar choque, a primeira recomendação do Corpo de Bombeiros é desligar a rede elétrica e desprender a vítima da fonte de energia com um objeto isolante, como um cabo de madeira. Em seguida, verificar se a vítima está respondendo.

Caso ela responda, deve ser encaminhada imediatamente para o hospital. Se não, além de chamar socorro, deve-se iniciar a massagem cardíaca, pois a vítima pode estar em parada cardiorrespiratória. A corporação diz também que nunca se pode ter contato na vítima sem os devidos cuidados: ao tocar numa pessoa que está sofrendo uma descarga elétrica, a energia pode ser transmitida e fazer com que o socorrista também seja eletrocutado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias