Terça, 11 de Agosto de 2020 21:23
(37) 98812-8974
Polícia Sabará (MG)

Suspeito de matar e esconder corpo de mulher em geladeira é preso

O crime foi descoberto na última quarta-feira (15), após o ex-marido da vítima encontrar o corpo na geladeira da casa onde ela morava.

20/07/2020 22h04
Por: Cidade Notícia Fonte: G1
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu o homem suspeito de matar e esconder o corpo de Elisângela Vespermann, de 30 anos, dentro da geladeira da casa em que ela morava. A polícia tinha um mandado de prisão temporária contra o homem de 26 anos que foi preso em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O corpo de Elisângela foi encontrado na última quarta-feira (15), no bairro Planalto, Região Norte da capital. Outras informações sobre a investigação serão repassadas pela Polícia Civil nesta segunda-feira (20)

Relembre o caso

Quem encontrou o corpo foi o ex-marido da vítima que informou a polícia que eles eram casados apenas no papel e já não moravam mais juntos, mas a separação ainda não estava oficializada. O casal não se falava há cerca de um mês.

O homem teria achado estranho o sumiço da ex-mulher e resolveu ir até o apartamento. Como não conseguiu abrir a porta, chamou o irmão e a cunhada para ajudá-lo. E, em seguida, solicitou a presença de um chaveiro para entrar no imóvel.

Quando entrou, notou que a geladeira estava virada para a parede e vedada com uma fita adesiva transparente. Ao desvirá-la, encontrou o corpo da mulher, e acionou a Polícia Militar. A perícia também esteve no local e constatou que ela apresentava sinais de violência no tórax e nos braços, além de enforcamento.

As três testemunhas que entraram no imóvel foram levadas à delegacia para prestar depoimento.

O corpo da vítima foi sepultado nesta sexta-feira (17), no cemitério Belo Vale, em Santa Luzia, na Grande BH.

BO contra namorado

Segundo a polícia, no mês passado a vítima havia denunciado um homem de 26 anos com o qual vinha mantendo uma relação extraconjugal. Eles teriam se separado. No boletim de ocorrência (BO), ela registrou que o namorado não estaria aceitando o fim do relacionamento e havia ameaçado se matar, além de ter ameaçado familiares dela.

A mulher trabalhava como balconista em uma rede de fast food no bairro Guarani, também na Região Norte da capital, e não era vista no local pelos colegas desde sexta-feira (10).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias