Terça, 07 de Julho de 2020 02:31
(37) 98812-8974
Brasil Canela/RS

Homem mudo em cadeira de rodas assalta loja com arma nos pés e bilhete: ‘Passa tudo’

Vídeo mostra o momento em que o criminoso saca a arma com o pé e anuncia o assalto.

26/05/2020 20h06
Por: Expresso Notícia Fonte: BHAZ
Arma usada na tentativa de assalto era uma réplica
Arma usada na tentativa de assalto era uma réplica

Um homem com deficiência locomotora foi detido por uma tentativa de assalto. O crime aconteceu de forma inusitada, já que o assaltante segurava a arma com os pés e anunciou o roubo por meio de um bilhete, também escrito com os pés. Segundo o Jornal NH, o crime se passou na cidade de Canela, no Rio Grande do Sul, nessa segunda-feira (25).

O jovem surdo-mudo, de 19 anos, tem uma paralisia cerebral e não possui movimentos nos braços. Apesar do plano engenhoso, o roubo foi frustrado por um funcionário que testemunhou o assalto e chamou os policiais.

Segundo o jornal, clientes e o próprio lojista não imaginaram a intenção do homem e chegaram a dar dinheiro para ele. “O rapaz veio com a cadeira elétrica e ficou no canto. Uma cliente colocou R$ 5 no bolso dele antes de ir embora. A gente pensou que ele queria doações. Eu também fiquei com pena e dei dinheiro”, relatou o comerciante ao NH.

A abordagem

Testemunhas relataram que o jovem estava esperando que todos os clientes saíssem da loja para tentar o assalto. Após dez minutos, ele passou ao comerciante uma folha arrancada de caderno. “Passa tudo. Não chamaa atenssão (sic)”, estava escrito no papel.

Inicialmente, o comerciante pensou que fosse uma brincadeira. Porém a coisa ficou séria quando o jovem puxou uma arma com os pés. “Aquela pistola parecia de verdade. Um rapaz ali atrás viu e logo ligou para o 190”, contou ao jornal.

A Brigada Militar foi até o local, preparada para conflito, mas, quando chegaram, a arma já estava no chão e não passava de uma réplica. O jovem foi levado à delegacia.

Investigação

O delegado de Canela, Vladimir Medeiros, afirmou ao Jornal NH que abriu o inquérito e, após depoimento, o jovem foi liberado. “As circunstâncias do fato devem ser aprofundadas, o que somente através de uma investigação é possível”, comentou.

No entanto, Medeiros ressaltou que, com as evidências apresentadas, o crime seria impossível de ser consumado. “Especialmente se considerada a condição física do investigado, inclusive em razão da impossibilidade de fuga”, observou.

O investigado não tem antecedentes criminais e teria agido sozinho. De acordo com o NH, nas redes sociais, ele se orgulha por meio de frases e imagens de fazer parte da facção Os Manos, conhecido grupo criminoso do Rio Grande do Sul.

Veja o Vídeo:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias