Justiça

Enterro de menina assassinada a facadas é marcado por gritos de justiça

Durante o enterro, os familiares gritaram por justiça. Muito emocionados, os pais e a cuidadora da criança, que estava com a menina no momento da agressão, foram amparados por familiares.

31/10/2019 17h47
Por: Expresso Notícia
Fonte: Hoje em Dia
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O corpo da pequena Ieda, de 5 anos, que morreu após ser esfaqueada na quarta-feira (30), em frente à escola que estudava, em Betim, na Grande BH, foi enterrado na manhã desta quinta-feira, (31) no Cemitério Parque Jardim das Cachoeiras, no bairro Jardim Cachoeira. 

Dezenas de familiares, amigos e pais de coleguinhas da menina se organizaram e seguiram para o local para acompanhar a cerimônia de fim de velório e enterro. Eles fizeram orações e seguiram em cortejo pelo cemitério.

Enterro de Ieda

Durante o enterro, os familiares gritaram por justiça. Muito emocionados, os pais e a cuidadora da criança, que estava com a menina no momento da agressão, foram amparados por familiares.

Assassinato em frente à escola

Ieda, de apenas cinco anos de idade, foi esfaqueada na porta do Centro Infantil Municipal que estudava, no bairro Vila Cristina, em Betim, juntamente com o irmão, de oito anos. Ela e o menino estavam de mãos dadas com a cuidadora. 

Tudo foi muito rápido. De acordo com testemunhas, a babá se assustou ao perceber que a pequena Ieda caiu no chão após os golpes de faca. O foco do agressor estava na menina. O garoto conseguiu fugir e a cuidadora ficou ferida após tentar ajudá-los. 

Prisão do agressor

Segundo o delegado Otávio de Carvalho, da Delegacia de Homicídios de Betim, o agressor, um jovem de 25 anos, disse em depoimento que matou a menina em obediência a vozes do "patrão", que estavam em sua cabeça.

A família do agressor apresentou receitas de remédios para doença mental, mas o investigador informou que a Polícia Civil representou pela prisão em flagrante.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.